Fundação de Cultura promove mapeamento do setor audiovisual de Rio das Ostras

Com o objetivo de mapear e fazer o reconhecimento dos profissionais ligados ao setor de audiovisual que atuam em Rio das Ostras, a Fundação de Cultura publicou na Edição 1492 do Jornal Oficial, de 21 de setembro, uma convocatória para o cadastramento da classe.

Artistas, produtores, técnicos e trabalhadores do setor devem preencher o formulário até às 23h59 do dia 23 de outubro no endereço eletrônico: https://fundacaoriodasostrasdecultura.rj.gov.br/

Esse mapeamento é necessário para que a Fundação possa conhecer a realidade do setor e, dessa forma, elaborar ações para implementação da Lei Complementar nº 195/2022 – Lei Paulo Gustavo, que direciona R$ 3,86 bilhões do superávit financeiro do Fundo Nacional de Cultura (FNC) a Estados, Municípios e o Distrito Federal para fomento de atividades e produtos culturais em razão dos efeitos econômicos e sociais da pandemia de Covid-19. Do total desta verba, R$ 2,797 bilhões serão destinados às produções audiovisuais, salas de cinema, cineclubes, mostras, festivais por meio de editais, chamadas públicas e premiações.

De acordo com a presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Cristiane Regis, esse cadastro é importante para saber a realidade do setor audiovisual no Município. “É necessário que saibamos a realidade deste setor para criarmos as ações e editais específicos que atendam realmente as necessidades desses profissionais. A participação de todos é importante. Cadastrem-se”, declarou a presidente.

Compartilhe essa notícia:

Veja também...