Fórum atualiza metas do Plano Municipal de Cultura

O Fórum Municipal de Cultura, realizado de forma virtual na noite desta segunda-feira, dia 8, cumpriu o seu propósito e atualizou as metas do Plano Municipal de Cultura e definiu a eleição dos três conselheiros que ainda faltavam nas cadeiras de Teatro/Circo e Dança.

Abrindo o Fórum, a presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Cristiane Regis, ressaltou a importância do trabalho compartilhado entre o Poder Público e a sociedade civil organizada. “A participação de todos na criação de políticas públicas culturais é fundamental porque precisamos saber a realidade de cada setor e, em cima dessas informações, poder trabalhar de forma assertiva para o bem de todos. Parabéns a todos que estão engajados neste processo!”, declarou.

Antes de formar as salas para análise e atualização das metas dos eixos temáticos, os setores de Teatro/Circo e Dança elegeram os conselheiros que estavam faltando.  Lívia Rodrigues Lima Ribeiro (titular) e Annelliese de Souza Narciso (suplente) foram as escolhidas para representar a cadeira de Dança. Já o suplente para a cadeira de Teatro/Circo eleito foi  Tunan de Meirelles Teixeira.

Em seguida, o Fórum foi dividido em seis salas para que os eixos temáticos pudessem ser analisados de forma singular. No eixo “Cultura e Cidadania”, as diretrizes são promover a Cultura como um direito, ampliar o acesso à cultura e qualificar os espaços culturais do Município.

As diretrizes do eixo “Cultura, Diversidade, Patrimônio e Memória” previstas são valorizar a diversidade das expressões artísticas e culturais, formular e implementar políticas culturais setoriais  e proteger a memória e o patrimônio cultural.

Já o eixo “Cultura, Educação e Juventude” tem como diretrizes promover o aprofundamento do diálogo entre cultura e educação, além de estimular e valorizar a participação infantojuvenil na Cultura.

Reforçar o papel da cultura no desenvolvimento sustentável do Município e estimular políticas de desenvolvimento cultural nas regiões são as diretrizes do eixo “Cultura e Desenvolvimento Sustentável”.

O eixo que trata a “Gestão da Cultura” tem como diretrizes promover a institucionalização de políticas públicas de cultura, intensificar os esforços para a melhoria da gestão da cultura, fortalecer instâncias de participação e representação da sociedade civil e incentivar a produção e a difusão de conhecimento sobre a cultura no Município.

O último eixo, que trata o “Financiamento da Cultura”, tem como diretriz ampliar os recursos financeiros para a Cultura e o acesso dos agentes culturais do Município a esses recursos.

Compartilhe essa notícia:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Veja também...